Gerações do design brasileiro reunidas em um festival

O Design Weekend! SP, que em 2017 será entre os dias 9 e 13 de agosto, é um momento de celebração do design nacional. No evento, empresas e profissionais se programam para apresentar novas criações ao mercado. Neste ano, serão mais de 300 eventos em vários pontos da cidade, número que faz do DW! um dos 5 maiores festivais urbanos de design do mundo e o maior da América Latina.

Em um festival tão grandioso, gerações de profissionais se encontram. São vozes de diferentes tempos que dialogam, expressando estilos e experiências diversas. Neste post, apresentamos uma biografia de 10 designers que estarão presentes no Design Weekend! SP 2017. São profissionais de diferentes gerações, consolidados e em crescimento, de vários cantos do Brasil, que contribuem com a consolidação desse segmento. 

Carlos Motta, quatro décadas de sustentabilidade

Designer e arquiteto brasileiro com quatro décadas de experiência, é um apaixonado por marcenaria. Começou a construir móveis com a madeira trazida pelo mar e em 1975 abriu seu primeiro atelier. Participou de exposições nacionais e internacionais ao longo de sua carreira e recebeu diversos prêmios por suas obras, ajudando a fortalecer o design brasileiro muito afora. Em suas peças de design, um dos destaques é a preocupação com os recursos naturais de maneira sustentável. 

Percival Lafer, um mestre da inovação

O trabalho de Percival Lafer marcou o segmento moveleiro no Brasil. Desde o início, sua obra foi sempre caracterizada pela ousadia e pela originalidade. Percival trilhou o caminho do design com o objetivo de criar produtos acessíveis não apenas a uma elite de consumidores. Por conta disso, produziu obras para as grandes lojas de departamentos e o comércio de pequenas lojas de bairro. Desde suas primeiras criações, fez sucesso com o lançamento da poltrona MP-1. De perfil esbelto, seu estofamento eliminou radicalmente as tradicionais molas de aço usadas até então, pois utilizava apenas uma lâmina de espuma de poliuretano apoiada em cintas de borracha. 

Ronald Sasson, entre o minimalismo e o mediterrâneo

Designer e artista plástico brasileiro, há mais de uma década é selecionado para integrar grandes salões de design nacionais e internacionais. A passagem pelas artes plásticas lhe deu uma visão singular do design, o que se manifesta nas cores e formas de seu mobiliário. A experiência internacional, em especial na Europa e no Oriente Médio, fez com que as peças de Sasson expressassem o minimalismo estético dos nórdicos e as cores mediterrâneas. 

Jayme Bernardo, o design começa após décadas de arquitetura

Profissional multifacetado. Consolidado arquiteto, durante décadas responsável por grandes projetos residenciais, corporativos e em mostras de decoração, Jayme criou a própria marca de design, a Dieedro, responsável pela confecção de mobiliários contemporâneos que incluem mesas, aparadores, pufes e cadeiras.

Jader Almeida, quando forma e função desenham a elegância

Um dos grandes nomes do mobiliário do Sul do Brasil, o premiado profissional é nome constantemente presente em feiras, exposições, visitas técnicas e cursos em diversos países. Em suas peças, a exatidão das formas, ora retilíneas ora curvas, cria uma obra caracterizada pelo equilíbrio e elegância. “Busco a racionalidade, a geometria simples, em formas puras com estética atemporal. Busco criar produtos com valores duráveis. Abordar a herança dos mestres, mas com o olhar para frente, pensando que as escolhas de hoje serão o reflexo do amanhã”, declara o profissional.

Carol Gay, a criativa nada óbvia

Carol Gay é uma das profissionais brasileiras mais conhecidas internacionalmente de sua geração. Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Mackenzie em 2000, sua formação foi influenciada pela ousadia de grandes profissionais que cruzaram sua trajetória, como o artista plástico Silvio Dworecki, os designers Fernando e Humberto Campana e o artista grego Nicolas Vlavianos. Já expôs no Brasil, EUA, Europa e Ásia, publicou livros e trabalhou como designer para grandes marcas nacionais. Atualmente trabalha como designer e arquiteta em seu ateliê em São Paulo.

Zanini de Zanine e a multiplicidade da madeira

Jovens designers brasileiros têm ganhado o mundo. Zanini de Zanine, filho de Zanine Caldas, é um nome cada vez mais conhecido no cenário internacional. O profissional, que iniciou sua carreira produzindo móveis em madeira maciça, com peças de demolição, também já desenhou móveis com peças produzidas industrialmente, usando além de madeira com origem controlada, materiais diversos como plástico, metacrilato, metais e partes de outros produtos industrializados. À frente do Stúdio Zanini, foi nomeado Designer do Ano pela Maison Objet Americas 2015 e assina peças como o Banco Prisma e Mesa de Centro Duran, ambos em exposição no Philadelphia Museum of Art, nos Estados Unidos. 

Nada Se Leva, uma dupla versátil

Capitaneado pelos designers André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, o estúdio Nada Se Leva foi criado em 2005 e, já na sua primeira coleção, foi um destaque no mercado com as linhas Antique, Print, Ishi e Ligero, lançada na Firma Casa e Conceito. Suas peças ganham forma graças à utilização de diversos materiais como madeira, vidro, acrílico e fórmica trabalhadas com alta tecnologia e técnicas tradicionais para explorar novas formas. A variedade de matérias-primas cria uma multiplicidade de sensações e imagens.

Rodrigo Ambrósio e a universalidade do design alagoano

Um dos jovens talentos brasileiros que tem se destacado é o designer alagoano Rodrigo Ambrósio. Em suas obras, dialogam elementos da cultural regional nordestina com traços universais, a tradição e a modernidade, como na como a cadeira Arataca de sua autoria, feita de corda náutica e latão. Em seu currículo, estão exposições em Milão, pelas no acervo permanente do Museu de Arte Moderna, em São Paulo, dentre outros grandes eventos.

Guilherme Wentz, juventude conectando estética e sustentabilidade

Designer de produtos radicado São Paulo, Wentz desenha móveis, luminárias, objetos e projetos especiais em colaboração com outras marcas e também para sua marca própria, a Wentz. Conectado não apenas à questões estéticas, mas a discussões ambientais, em seu trabalho, busca na natureza as formas e conceitos para uma vida melhor. Já recebeu os prêmios IDEA Brasil, Brazil Design Award, o selo internacional iF Design Award, Maison&Objet Americas (Rising Talent) e o Prêmio Casa Vogue de Design (Talento em ascensão).

 

 

PATROCÍNIO
APOIO
APOIO INSTITUCIONAL



Realização
Summit-Promo
Patrocínio
Samsung
Apoio
Sebrae
D&D Shopping
Senac
Uniflex
Media Partner
Folha de São Paulo
Casa Vogue
Projeto
GIZ
Oli Oli